Vamos fazer um reset ao nosso corpo? Os 9 essenciais para um detox de Outono perfeito

Outono

Desintoxicar no Outono, fazer uma limpeza do organismo dos pés à cabeça, removendo as substâncias tóxicas de dentro do corpo.

Se nunca colocou esta ação na sua To Do List para esta altura do ano, bem lá no topo da lista de tarefas com o grau de importante e urgente, então… vamos começar por aí:

A medicina Ayurvedica defende que desintoxicar o organismo de forma regular permite ter saúde plena. Segundo esta terapia milenar indiana (o mais antigo sistema de saúde do mundo!), o Outono é a estação da purificação. Traz consigo esta energia de renovação. Chama ao recolhimento, ao olhar para dentro e a uma espécie de reset profundo. Porquê? Para que o corpo possa estar luminoso, energizado, forte, robusto e preparado para enfrentar o Inverno.

Queremos que o seu organismo esteja cheio de luz, com todos os raios coloridos do Outono! Por isso, aprenda a desintoxicar o corpo com estas dicas essenciais.

Pode não estar atento mas, esteja a fazer o que quer que seja, nesta altura do ano o seu organismo abranda e tenta livrar-se de toxinas ou patologias, antes da chegada do Inverno.

— Esta tentativa acontece de forma natural e independente. Faz parte do relógio biológico em sincronia com os ritmos e ciclos da natureza. Mas o indivíduo nem sempre entra no ritmo…

Por isso, desintoxicar no Outono é importante pois prepara o sistema imunológico para os meses frios e longos de Inverno. E não só. Se o praticar todos os anos, está a dar ao corpo anos de vida!

 

Como saber qual o melhor detox de Outono?

Adoramos cuidar da nossa casa, mas esquecemo-nos tantas vezes de cuidar da nossa principal morada, onde habitamos desde que nascemos: o nosso corpo. Também ele precisa de uma limpeza profunda. Se pararmos para escutar o nosso organismo, conseguimos ouvir os sinais que envia. Pede que nos conectemos com este ciclo da natureza, o Outono.

Cada pessoa precisa de um processo de desintoxicação individual, pois o grau de intensidade e duração depende do nível de toxinas que acumulou no seu organismo ao longo do ano.  

E não pense que por se alimentar bem está livre de toxinas. Hoje em dia, é difícil manter uma  carga baixa de toxinas. Afinal, desde o ar que respiramos à água que bebemos temos vários graus de contaminação diária. As toxinas são substâncias venenosas, como metais pesados, pesticidas, poluentes, aditivos, antibióticos e hormonas utilizadas pela indústria alimentar e vários tipos de produtos químicos com os quais entramos em contato na nossa rotina diária. Se não está confiante de que precisa fazer um detox, aprenda a identificar os sinais. 
Por isso, aconselhamos sempre que consulte um profissional de saúde para conhecer o plano mais adequado a si.

O que é desintoxicar o corpo?

– É Otimizar a nossa Desintoxicação Natural.

Tomar medidas para desintoxicar o seu corpo, é revitalizar a sua saúde e pode ser resumido em duas etapas simples:
Primeiro, minimize a exposição às toxinas conhecidas.
Segundo, adicione nutrientes específicos que ajudam a apoiar as vias de desintoxicação naturais do corpo.

Para desintoxicar adequadamente, também precisa de nutrientes direcionados para ajudar o fígado a converter substâncias como cafeína, álcool, medicamentos, e até mesmo subprodutos do metabolismo normal, em substâncias neutras, para que possam ser removidos de seu corpo antes de causar danos.

Quando o sistema de desintoxicação natural do nosso corpo está sobrecarregado por excesso de exposição a toxinas, dieta pobre em nutrientes, stress e infeções, o nosso corpo precisa de apoio para a desintoxicação.

A desintoxicação do nosso organismo dá-se através dos sistemas linfático e circulatório, que desintoxicam as células individuais. Mas é o fígado, rins e intestinos que fazem o processo maior de desintoxicação. O corpo remove igualmente substâncias tóxicas através do intestino, dos pulmões e da pele.

 

Mas há 9 passos essenciais (Formas Naturais) que ajudam a ativar todo o seu sistema imunológico neste ritual de limpeza e recomeço.

 

  1. Comece pelos ALIMENTOS que coloca no seu prato

Reduza a sua carga de toxinas com os alimentos que escolhe cozinhar e comer durante os meses de Outono. Descasque mais e desembale menos.

Coma pelo menos 7 porções de frutas e vegetais de diferentes cores ao dia — não só as folhas de Outono são coloridas, a sua alimentação também o deve ser.

Priviligie especialmente vegetais de COR VERDE que são aqueles que mais apoiam a desintoxicação como: couve portuguesa, brócolos, couve de Bruxelas, couve kale, pack choy e repolho, rabanetes, rúcula, agrião, nabos — todos na família Brassicas — são as Rainhas dos Verdes. Contêm uma série de produtos químicos naturais chamados glucosinolatos, que se dividem em isotiocianatos através do processo de picar e mastigar, e que depois são ativados pela nossa flora intestinal.

Outros alimentos importantes da época são as abóboras, e as batatas-doces laranja que enchem a nossa cozinha de tons alaranjados. Crie uma explosão de cores com o verde das brássicas, do azeite, das ervas aromáticas, como alecrim, tomilho, salsa e coentros. Dos brancos temos o alho, ou a cebola que nos limpa a alma ao fazer-nos lacrimejar, e são ricos em compostos enxofrados que contribuem para manter o processo de desintoxicação, ativando enzimas como a glutationa s transferase (SGT), as beterrabas vermelhas, os frutos vermelhos, morangos, framboesas e romã, que contêm compostos polifenólicos capazes de proteger-nos contra o stress oxidativo. Tanta cor e tanta vida, não é?!

Escolha frutas e vegetais frescos biológicos, sempre que possível. São mais ricos em antioxidantes e em nutrientes anti-inflamatórios que o protegem das toxinas.

Deixamos dicas de culinária:
— Se adicionar sementes de mostarda em pó aos brócolos cozidos, aumenta a formação de um dos principais compostos de desintoxicação de vegetais crucíferas, o sulforafano.

— Se cozinhar os coentros na sopa otimiza a sua capacidade de eliminação de toxinas.

— Use especiarias da época gengibre, cravinho, cardamomo, canela e noz-moscada, são poderosos antioxidantes, para além de dar um aroma e sabor deliciosos à comida.

— Introduza a cúrcuma, também conhecida como acafrão-da-índia, na sua rotina culinária pois esta especiaria é poderosa na desintoxicação do figado, por exemplo (veja mais abaixo a nossa suplementação), sempre com uma pitada de pimenta preta.

— Recorra a chás como o dente-de-leão e o cardo mariano. Tome 1 chávena depois do jantar.

— Faça sumos naturais de frutas e vegetais e acrescente um dos nossos suplementos em pó desintoxicantes que indicamos a seguir.

 

2. Hidrate-se e mime o seu figado e rim

A água, por si só, é fundamental para nos mantermos hidratados e para ajudar o nosso corpo a eliminar as toxinas, quer através da urina, quer pondo os nossos intestinos a funcionar melhor.

O propósito de um detox e reset do organismo é principalmente apoiar os nossos órgãos que trabalham naturalmente para eliminar toxinas.

Beba diariamente muita água para apoiar a capacidade do seu corpo de eliminar toxinas – pelo menos 8 copos de água ao dia. Hidrate. hidrate e hidrate! Assim estará a promover o funcionamento saudável dos rins e do fígado – ambos essenciais no processo de remoção de toxinas.

O fígado e o rim precisam de ser mimados e tonificados. Os sabores das plantas amargas como o dente-de-leão e a bardana, favorecem a eliminação de tóxicos e toxinas, e dão-lhes esse estímulo de que precisam.

3. Os melhores SUPLEMENTOS para complementar esta alimentação rica e equilibrada:

Sempre que atingimos um nível ÓPTIMO de minerais essenciais no corpo, há automaticamente menos absorção de metais tóxicos. São como uma armadura natural.

Mas não basta um sumo detox da moda para limpar realmente o organismo. É preciso a junção de vários passos essenciais, e a suplementação correcta e adequada ao seu caso pessoal é essencial.

Chlorella

Os impressionantes efeitos desintoxicantes da Chlorella torrnam-na obrigatória para qualquer pessoa que esteja a tentar reduzir a sua carga tóxica.

A Chlorella é de longe um dos superalimentos desintoxicantes e uma microscópica forma de vida com maior quantidade proporcional de nutrientes no apoio ao sistema imunológico. É uma alga de água doce repleta de fitonutrientes, aminoácidos, clorofila, beta-caroteno, potássio, fósforo, biotina, magnésio e vitaminas B com propriedades quelantes, o que significa que pode mobilizar metais pesados como o chumbo, cádmio, mercúrio e urânio ​​ligados às células, ajudando o corpo a desintoxicar, absorvendo-os no intestino e permitindo que sejam removidos em vez de armazenados nas células ou reabsorvidos.

Curcuma

Uma especiaria que tem sido usada na culinária indiana há milhares de anos, esta erva amarela brilhante tornou-se famosa pela sua capacidade de apoiar os nossos processos naturais de desintoxicação. E com razão!

A curcuma fornece um suporte de desintoxicação incrível ao nosso corpo. Ajuda-o a desacelerar, a quebra de produtos químicos tóxicos, no tempo suficiente para que o corpo seja capaz de fazê-lo de forma eficaz e eficiente, sem causar a formação do que são chamadas as toxinas intermediárias quando as duas fases da desintoxicação do fígado não estão em sincronia.

É também um potente Antioxidante, Anti-inflamatório e Anticancerígeno.

No entanto, a curcumina (o composto ativo encontrado na raiz de açafrão que promove e encoraja a atividade de desintoxicação) não é facilmente absorvida e são necessárias quantidades relativamente grandes para obter todas as vantagens do açafrão. Por isso, os temperos não devem ser substitutos de cápsulas porque tem apenas cerca de 3%, enquanto um suplemento deve ter pelo menos 95% de curcuminóides, para que seja eficiente.

 

Chá verde

A desintoxicação do fígado tem duas fases conhecidas como fase um e fase dois. Na fase um, as toxinas tornam-se solúveis em água por meio de enzimas como o sistema enzimático do citocromo P450. Durante a fase dois, as toxinas ligam-se a produtos químicos protetores que neutralizam as toxinas ou permitem que ela seja excretada do corpo através da bilis ou da urina.

O Chá verde tem um benefício duplo quando se trata de desintoxicação porque os fitoquímicos do chá verde demonstraram inibir a fase um, e aumentar a fase 2, ajudando-o a quebrar e a livrar-se das toxinas, ao mesmo tempo que atua como um antioxidante, apagando o fogo da inflamação ao redor do corpo pois aumentam a produção de GHS-S-Transferase.

Pode ser tomado como chá, mas na forma de extrato é um suplemento potente para perda de peso, equilíbrio hormonal e desintoxicação. Uma dose diária típica é de cerca de 200 mg de catequinas de chá verde, o equivalente a 4-8 chávenas de chá verde diárias.

 

Alcachofra

A alcachofra contém derivados fenólicos que têm sido usados ​​há séculos para estimular o fluxo biliar e proteger o fígado. O fluxo biliar é um processo único de desintoxicação, separado da fase um e dois de desintoxicação do fígado. A bile ajuda a transportar toxinas para que possam ser removidas do corpo, e um comprometimento do fluxo biliar pode resultar no acúmulo de toxinas e danos ao fígado.

Doença auto-imune e contaminação por metais pesados

Tenha em especial atenção se sofre de doenças auto-imunes, pois o sistema imunológico está sobrecarregado e torna-se mais difícil para o corpo desintoxicar naturalmente. Nestes casos, suplementar com glutationa para apoiar os processos naturais de desintoxicação do seu corpo, é fundamental. A glutationa é um aminoácido do fígado que se liga às toxinas do corpo e as liberta.

4. Diga não à cosmética com fórmulas tóxicas

Devido ao nosso estilo de vida moderno, estamos expostos a toxinas diariamente. Seja do ar poluído que respiramos ou dos produtos de higiene pessoal que usamos para lavar o corpo e os produtos de limpeza da casa. É hoje uma realidade sem precedentes: grande parte das doenças de actualidade têm como causa o ambiente contaminado e o estilo de vida. Mas há um hábito que é realmente preocupante: o tipo de cosmética e produtos de beleza que utilizamos, sem nos darmos conta que estamos a introduzir a partir da pele imensas toxinas no nosso organismo.

Então, como é que podemos querer que a pele faça o seu processo natural de expelir as toxinas se estamos a sobrecarregá-la com produtos tóxicos? Para os indivíduos com problemas de pele e doença auto-imune, este envenenamento agrava-se.

Há muitos compostos químicos que deve evitar na sua rotina de beleza:  que interferem com a nossas hormonas, são chamados disruptores endócrinos. Alguns exemplos são o BPA (bisfenol A), outros exemplos de tóxicos a evitar são parabenos (muito associados ao cancro de mama), ftalatos, sodium laureth sulfato, alumínio, triclosan, fragâncias, formaldeído (das tintas do cabelo). Sabia disto?

Por isso, neste Outono, mude este hábito e certifique-se de que os produtos de cosmética que compra são livre de toxinas. É muito importante que conheça todos os ingredientes que a sua pele está a absorver e que opte por cosmética limpa.

 

5. Desintoxique a Mente

Sabia que o stress gera altos níveis de cortisol no organismo? E o que é que isto tem a ver com o seu detox? O cortisol, conhecido como a hormona do stress, é uma hormona corticosteroide da família dos esteroides, produzido pela parte superior da glândula suprarrenal, localizada acima dos rins, e estimula o metabolismo – algo totalmente contraproducente na desintoxicação.

Escolha o que melhor funcionar para si, mas pratique exercícios de mindfulness e de limpeza da mente igualmente.

Todos os outros passos essenciais só serão produtivos no seu processo de desintoxicação se carregar no botão do stress e fizer off! Relaxe a mente, oiça e sinta o seu corpo.

 

6. Pratique o Grounding

Quando é que foi a última vez que andou descalço na terra? Talvez não se recorde do dia, mas de certeza que não esquece a sensação de bem-estar que lhe está associada.

Grounding é um termo usado para descrever esta forma terapêutica de melhorar a saúde através do enraizamento do nosso corpo na natureza: atividade de nos reconectarmos eletricamente com a Terra com os pés descalços diretamente na terra, na areia ou na relva. Caminhe descalço na praia ou deite-se no chão do parque da cidade, perto das árvores. Com a exposição a constantes tóxinas na nossa rotina diária, ‘fugir’ para ambientes naturais, dar um banho de natureza e reconectarmo-nos com a energia da Mãe-Terra, e perto das árvores é igualmente essencial.

 

7. Sauna de infravermelhos

A sauna faz-nos suar, e é outra ótima maneira de desintoxicar naturalmente. Pode conciliar o grounding com a atividade física ao ar livre pois o exercício também é uma ótima maneira de desintoxicar o corpo. Eliminamos toxinas quando suamos, quer seja a praticar desporto ou em tratamentos como a sauna de de infra-vermelhos

 

8. Escove o Corpo a seco

Além de limpar a pele e eliminar as células mortas, o chamado “dry brushing” (esfoliação a seco) melhora a circulação sanguínea e o sistema linfático, ajudando o corpo a livrar-se das toxinas através da pele. Ao esfoliar a pele, deixa-a bem macia e vem com bónus: ajuda a descongestionar os poros o que melhora a aparência da celulite, que é um dos sinais de “intoxicação”. Antes de tomar banho, pegue numa escova de cerdas naturais e comece sempre por massajar desde os pés, subindo gradualmente para o resto do corpo, fazendo movimentos suaves, ascendentes e circulares. De seguida deve tomar um banho, para remover todas as células mortas, e aplicar um hidratante, que pode ser óleo de coco.

 

9. Pratique a Gratidão

Sabia que praticar diariamente a gratidão é igualmente desintoxicante? Pois é, podemos contribuir para ativar substâncias como serotonina e dopamina, neurotransmissores ligados ao nosso bem-estar, se ativarmos as áreas do cérebro ligadas ao prazer e ao afeto.

Seja grato pelos seus bens, pelas pessoas, pelos pequenos acontecimentos diários do seu dia-a-dia. Pela beleza do nascer do sol, pelos cheiros de Outono e por hoje cuidar mais de si e da sua saúde! 

Outros produtos:

Outros temas que podem ser do seu interesse:

Cuide de si.
Você merece.