Candida Support - Now Foods

valor por embalagem

31,34

Combater o fungo Candida albicans – Candidíase.

Combater o fungo Candida albicans – Candidíase. Pau d’arco, Óleo de orégãos, Noz preta e Ácido caprílico. Fórmula para Candida albicans (níveis desiquilibrados deste fungo provocam infeções nos órgãos genitais). Ajuda à manutenção da saúde do Trato Gastrointestinal. Prevenção de recidivas.

O Candida Clear™ da NOW é uma fórmula única que foi cuidadosamente desenvolvida para combater a Candida Albicans, um fungo unicelular que reside naturalmente no nosso Tracto Digestivo. Os níveis desequilibrados destas bactérias podem, frequentemente, originar uma produção excessiva de leveduras, tanto em homens como em mulheres e consequentemente infecções nos órgãos genitais. É um fungo comum, dos mais comuns que há. Existe habitualmente no corpo humano, habitando a boca, a vagina, o Aparelho Gastrointestinal e a pele – todas elas regiões onde há condições de humidade favoráveis ao seu desenvolvimento. Em qualquer um destes órgãos mantém-se em pequenas quantidades, inofensivamente. O problema surge quando há um desequilíbrio entre o cândida albicans e os demais microorganismos que, com eles, partilham o habitat. Na origem desse desequilíbrio está, com frequência, a toma de antibióticos – destinados a tratar outras infecções, como as urinárias, actuam sobre todas as bactérias, matando quer as nocivas, quer as benignas. São condições favoráveis ao crescimento do fungo responsável pela candidíase vaginal.

Mas há outras causas possíveis: a gravidez, a diabetes, um Sistema Imunitário debilitado em função de doenças como a SIDA ou de tratamentos como a quimioterapia. Uma coisa é certa – embora envolva o Aparelho Genital, a candidíase não é uma doença sexualmente transmissível. Não significa isto que os homens estejam imunes: na verdade, o contacto sexual com uma mulher infectada coloca-os em risco, podendo haver migração da infecção. Comichão e vermelhidão no pénis são os sintomas mais frequentes. Já na mulher, a presença excessiva deste fungo desencadeia sintomas como descarga vaginal, inflamação na pele vulvar (com vermelhidão e comichão no exterior da vagina), dor durante o acto sexual e ao urinar.

Perante os sintomas, o diagnóstico requer a colheita de uma amostra da descarga vaginal, para confirmar a presença do fungo. Pode ainda ser efectuado um exame pélvico, para detecção de eventuais sinais de infecção no interior da vagina ou no colo do útero. Uma vez confirmada a candidíase, o tratamento faz-se com antifúngicos de toma sistémica (comprimidos).

Regra geral, o tratamento deve estender-se ao parceiro sexual da mulher, dada a possibilidade de uma pequena percentagem de homens ter sintomas. É recomendado que ambos façam o tratamento em simultâneo.

Com o tratamento adequado, os sintomas desaparecem completamente. Mas se o tratamento não for cumprido há o risco de a infecção voltar, podendo tornar-se recorrente. O fungo candida albicans está presente em muitas outras partes do corpo além da vagina, dando, por isso, origem a outras formas de candidíase: Candidíase oral, Esofagite e Candidiase cutânea.

Descrição

Combater o fungo Candida albicans – Candidíase.

Combater o fungo Candida albicans – Candidíase. Pau d’arco, Óleo de orégãos, Noz preta e Ácido caprílico. Fórmula para Candida albicans (níveis desiquilibrados deste fungo provocam infeções nos órgãos genitais). Ajuda à manutenção da saúde do Trato Gastrointestinal. Prevenção de recidivas.

O Candida Clear™ da NOW é uma fórmula única que foi cuidadosamente desenvolvida para combater a Candida Albicans, um fungo unicelular que reside naturalmente no nosso Tracto Digestivo. Os níveis desequilibrados destas bactérias podem, frequentemente, originar uma produção excessiva de leveduras, tanto em homens como em mulheres e consequentemente infecções nos órgãos genitais. É um fungo comum, dos mais comuns que há. Existe habitualmente no corpo humano, habitando a boca, a vagina, o Aparelho Gastrointestinal e a pele – todas elas regiões onde há condições de humidade favoráveis ao seu desenvolvimento. Em qualquer um destes órgãos mantém-se em pequenas quantidades, inofensivamente. O problema surge quando há um desequilíbrio entre o cândida albicans e os demais microorganismos que, com eles, partilham o habitat. Na origem desse desequilíbrio está, com frequência, a toma de antibióticos – destinados a tratar outras infecções, como as urinárias, actuam sobre todas as bactérias, matando quer as nocivas, quer as benignas. São condições favoráveis ao crescimento do fungo responsável pela candidíase vaginal.

Mas há outras causas possíveis: a gravidez, a diabetes, um Sistema Imunitário debilitado em função de doenças como a SIDA ou de tratamentos como a quimioterapia. Uma coisa é certa – embora envolva o Aparelho Genital, a candidíase não é uma doença sexualmente transmissível. Não significa isto que os homens estejam imunes: na verdade, o contacto sexual com uma mulher infectada coloca-os em risco, podendo haver migração da infecção. Comichão e vermelhidão no pénis são os sintomas mais frequentes. Já na mulher, a presença excessiva deste fungo desencadeia sintomas como descarga vaginal, inflamação na pele vulvar (com vermelhidão e comichão no exterior da vagina), dor durante o acto sexual e ao urinar.

Perante os sintomas, o diagnóstico requer a colheita de uma amostra da descarga vaginal, para confirmar a presença do fungo. Pode ainda ser efectuado um exame pélvico, para detecção de eventuais sinais de infecção no interior da vagina ou no colo do útero. Uma vez confirmada a candidíase, o tratamento faz-se com antifúngicos de toma sistémica (comprimidos).

Regra geral, o tratamento deve estender-se ao parceiro sexual da mulher, dada a possibilidade de uma pequena percentagem de homens ter sintomas. É recomendado que ambos façam o tratamento em simultâneo.

Com o tratamento adequado, os sintomas desaparecem completamente. Mas se o tratamento não for cumprido há o risco de a infecção voltar, podendo tornar-se recorrente. O fungo candida albicans está presente em muitas outras partes do corpo além da vagina, dando, por isso, origem a outras formas de candidíase: Candidíase oral, Esofagite e Candidiase cutânea.

90 Veg Cápsulas

INFORMAÇÃO NUTRICIONAL

Por 2 cápsulas:

Biotina 2000 mcg
Magnésio (de Magnésio Caprilato) 45 mg
Ácido Caprílico (de Magnésio Caprilato) 500 mg
Pau d’Arco (Tabebuia impetiginosa)(casca) 300 mg
Noz Preta (Juglans nigra L.) 300 mg
Óleo de Orégão (Origanum vulgare) (mínimo 1,75% voláteis) 200 mg

 

Outros Ingredientes: Celulose (cápsula); Alho (bolbo); Folha de oliveira; Raiz de unha de gato; Artemisia absinthium; Sílica; Estearato de magnésio (fonte vegetal) e celulose em pó. Contém ingredientes à base de noz.

Não contém: Trigo, glúten, soja, leite, ovos, peixe ou marisco.

DOSAGEM E ADMINISTRAÇÃO

Tomar 2 cápsulas por dia, de preferência com as refeições.

 

INDICAÇÕES

– Combate à Cândida Albicans
– Manutenção do Trato Grastrointestinal

 

ADVERTÊNCIAS

Os suplementos alimentares não devem ser utilizados como substitutos de um regime alimentar variado e equilibrado e de um modo de vida saudável.

Manter fora do alcance e visão das crianças.

Não exceder as dosagens recomendadas.

Manter em local fresco e seco, ao abrigo da luz, calor e humidade.

Em caso de gravidez ou amamentação a toma deve ser feita sob indicação médica.

Não utilizar em caso de hipersensibilidade, alergia e quando estejam descritas interações de outro produto com qualquer um dos constituintes da formulação.

 

CARACTERÍSTICAS

Sem GMO
Sem Gluten
Sem Lácteos
Sem Soja
Sem Ovo
Sem Peixe ou Mariscos

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Candida Support – Now Foods”

O seu endereço de email não será publicado.

Envio grátis a partir de 30€

Devoluções até 14 dias

Pagamento seguro

Apoio ao Cliente

Tem dúvidas? Precisa de ajuda?

Preocupamo-nos com a sua saúde. Valorizamos a Natureza.