Fortaleça a saúde do intestino e prepare o sistema imunológico para a época de gripe

posts 1

O inverno está a chegar e a saúde intestinal e o sistema imunológico são os seus maiores aliados na luta contra vírus e infeções. Afinal, 80% do sistema imunológico do seu corpo vive no seu intestino, sabia?

– O seu Sistema Imunológico é o sistema Natural de Defesa do seu Corpo.

Pense no seu sistema imunitário como um exército dentro de si. Quando ele é forte e tem o apoio de um intestino saudável, detém as ferramentas ideais para lutar contra os ataques. Mas se este exército estiver fraco, vai ficar vulnerável às agressões.

Com a época de gripe a aproximar-se, somada a uma pandemia em andamento, é mais importante do que nunca fortalecer a saúde intestinal e o sistema imunológico para dar o suporte que o seu corpo precisa para lutar contra essas invasões.

E a melhor maneira de apoiar o seu sistema imunitário é começar pelo seu intestino!

Sabe-se que a diversidade e a saúde de nosso microbioma intestinal afetam significativamente muitos aspetos da nossa saúde imunológica. Vários estudos demonstraram que tomar certas cepas de probióticos  também pode ajudar a prevenir o aparecimento da gripe. Os que foram estudados incluem certas cepas de espécies de Lactobacillus, bem como espécies de Bifidobacterium. Os resultados foram ainda melhores quando usados ​​em conjunto.

Vamos dar-lhe as ferramentas que precisa para estar mais preparado do que nunca para a época gripal que se aproxima e que, segundo os especialistas, pode ser severa, provocando uma potencial twindemia” de gripe e Covid-19.

Mas quando o sistema imunológico está a funcionar na perfeição, a inflamação aguda é uma arma crítica que o protege contra agentes stressantes graves e imediatos. Esse tipo de inflamação é localizada e aguda – pense numa dor de garganta ou na pele vermelha e inflamada ao redor de um corte. Ele diminui quando a ameaça passa.

Por outro lado, quando o sistema imunológico está suprimido ou fraco, ele não consegue defender- se contra as bactérias ou vírus nocivos. Tal, pode levar à inflamação crónica de baixo grau e colocar o corpo em estado de alerta constante. Este tipo de resposta inflamatória costuma ser a causa raiz das doenças autoimunes, doença cardiovascular, diabetes tipo 2, doenças neurodegenerativas e cancro.

Por isso, nunca se esqueça: o intestino é o portal para a saúde ideal!

Não conseguimos ter um sistema imunológico saudável sem um intestino saudável.

Tenha isto sempre presente. Como mencionado, a sua saúde intestinal e o seu sistema imunológico são os seus maiores aliados na luta contra invasores estranhos. Quando funcionam corretamente, pode distinguir entre diferentes tipos de bactérias, mantendo as boas e afastando as más.

Formas de apoiar o seu sistema imunológico

Cuidar e nutrir o seu sistema imunológico é realmente muito simples. A melhor forma de dar suporte à nossa resposta imunológica é fornecer ao corpo todas as vitaminas, minerais e fitonutrientes de que ele necessita. Aqui estão algumas maneiras de apoiar a saúde intestinal e o sistema imunológico para a próxima temporada de gripe.

 

Trate o seu Sistema Digestivo

Sem um intestino saudável, o seu sistema imunológico não faz um trabalho eficaz.

Problemas no intestino — e relembramos que este órgão faz parte do sistema digestivo, que começa na boca e acaba no ânus — podem causar mais do que apenas dor de estômago, gases, inchaço ou diarreia. Eles podem ser a causa raiz de muitos problemas crónicos de saúde. Desequilíbrios intestinais e intestino permeável têm sido associados a desequilíbrios hormonais, doenças autoimunes como artrite reumatóide e tiroidite de Hashimoto, diabetes, fadiga crónica, fibromialgia, ansiedade, depressão, eczema e rosácea, apenas para citar alguns.

Uma alimentação saudável, com uma variedade de alimentos vegetais, coloridos e integrais, pode melhorar o sistema imunológico, fornecendo ao corpo os nutrientes adequados e suas respetivas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, que são parte fundamental deste protocolo de mais imunidade. Certos alimentos são mais conhecidos por essas propriedades. São eles os frutos vermelhos e outros alimentos de cor vermelha –  como os tomates e as maçãs vermelhas, o abacate, o chá verde e os cogumelos.

– Faça uma dieta de eliminação

Esta abordagem comprovada começa removendo todos os alimentos inflamatórios da sua dieta, tais como o milho, o glúten, laticínios, açúcar e ovos.

Ao mesmo tempo recorre-se ao uso de suplementos como enzimas digestivas auxilia na digestão e promove o reparo intestinal e uma resposta inflamatória saudável.

Quais os alimentos que deve adicionar à sua dieta:

Caldo de ossos

O caldo de ossos está no topo da nossa lista como um dos alimentos mais importantes para reparar o intestino. Contém gelatina e colagéneo, duas estrelas que sustentam o revestimento da mucosa saudável, a digestão adequada e a função intestinal. A glucosamina no caldo de ossos auxilia na reparação do intestino permeável, permitindo uma resposta inflamatória saudável e estimulando o crescimento de novas células intestinais.

A gelatina extraída do osso durante a confeção é uma excelente fonte de minerais, (iodo, sódio magnésio e potássio) e o colagénio contém aminoácidos como glutamina, glicina e prolina, fáceis de digerir e que promovem a saúde intestinal e aceleram a cura.

Probióticos

A toma de probióticos  — diariamente por alguns meses antes da estação fria — funcionam para reduzir os sintomas e a duração do resfriado comum. Escolha uma fórmula de probiótico com várias cepas.

Opte igualmente por alimentos fermentados naturalmente e que contenham espécies de bactérias probióticas: chucrute, kimchee, miso e kefir de coco, natto, kombucha, vinagre de cidra cru e sem ser filtrado.

Zinco

Provavelmente o suplemento mais estudado para o tratamento da gripe: o mecanismo do zinco envolve a interferência na replicação do vírus. Vários estudos demonstraram que, se ingerido até 48 horas após o início dos sintomas, pode diminuir a duração da infeção. O zinco desempenha um papel importante na melhoria da nossa resistência à infeção — e indivíduos com baixa ingestão de zinco na dieta têm uma imunidade mais vulnerável.

Algumas pessoas têm náuseas quando tomam zinco com o estômago vazio, mas tomar cápsulas de zinco (até 15 a 30 mg por dia com alimentos) aos primeiros sintomas de resfriado é seguro e eficaz. Existem muitas formas de zinco, que variam em capacidade de absorção.

Alimentos ricos em zinco no inverno também podem ajudar; isso inclui carne vermelha magra, ostras, camarões, sementes de abóbora, lentilhas, grão de bico, cajus e sementes de sésamo.

Vitamina D

Aumente as suas reservas de vitamina D. Dois em cada 3 portugueses têm défice de vitamina D, e estes valores no Inverno podem ser ainda mais alarmantes. A vitamina D é um imunomodulador e anti-inflamatório natural e desempenha um papel na prevenção de COVID-19 e doenças autoimunes. Testes mostraram que níveis mais altos de vitamina D também podem reduzir o risco da gripe.

A melhor fonte de Vitamina D é o sol. É certo que alguns alimentos contêm vitamina D mas em concentrações muito reduzidas. Por isso, a melhor opção é tomar um suplemento, especialmente nos meses de inverno. Uma dose segura pode ser de 4.000 UI por dia. No entanto, pode precisar de mais. Consulte o seu médico para saber qual a dose mais indicada para si.

Vitamina C

A vitamina C  elimina os radicais livres produzidos pelo stress oxidativo e desempenha um papel vital no apoio a uma resposta saudável do sistema imunológico. Os seres humanos não podem produzir vitamina C, por isso, precisamos de uma ingestão diária. Além disso, o nosso corpo consome uma grande quantidade quando estamos sob stress. Portanto, adicionar 1000 mg adicionais, dividindo duas vezes ao dia, é uma ótima maneira de manter as suas reservas altas.

Alimentos ricos em vitamina C: papaia, brócolos, kiwi, manga, citrinos, sementes de couve de bruxelas, agrião, tomates.

 

Alimentos ricos em Beta-caroteno

O seu corpo transforma o beta-caroteno em vitamina A, que é essencial para promover uma resposta saudável do sistema imunológico, pois apoia as defesas naturais do seu corpo. Isso inclui as barreiras mucosas dos olhos e intestino que prendem bactérias e vírus. A vitamina A também facilita a produção de glóbulos brancos, que combate os patogénicos na corrente sanguínea.

Alimentos ricos em beta-caroteno incluem vegetais de folhas verdes, batata-doce, abóbora, cenoura e damasco.

Cogumelos medicinais

Os Cogumelos medicinais também são conhecidos por serem estimuladores imunológicos eficazes. Exemplos de cogumelos como o reishi, maitake, shiitake ec, tomados como prevenção no início da temporada de gripes e constipações podem ser bastante úteis.

Propólis

O propólis foi amplamente estudado nesta época de pandemia – e comprovada a sua eficácia com distinção na atividade antiviral e imunomoduladora, não só no tratamento e prevenção da COVID-19. Muitos estudos com propólis comprovam a sua ação antibacteriana, anti-inflamatória, antifúngica, cicatrizante e é classificado como um antibiótico natural, com vantagem em relação aos antibióticos industrializados, por combater somente os agentes patogénicos (maléficos), e não os benéficos também, sendo importante no tratamento de Disbiose Intestinal (desequilíbrio da flora bacteriana).

Reduza o stress 

Os nossos corpos são projetados para lidar com o stress agudo; no entanto, o stress crónico enfraquece a resposta do sistema imunológico e deixa-o mais vulnerável a vírus e doenças.

Exercícios de meditação e respiração são práticas que a/o ajudaram a acalmar a ansiedade e relaxar.

Dançar: mover o corpo pode ajudar literalmente a sacudiro stress.

Ouvir música: surpreendentemente, meia hora de música pode reduzir os seus níveis de cortisol.

Exercício suave: Uma longa caminhada na natureza e a mudança de ambiente pode ser o suficiente para livrar-se do stress.

 

Sono, descanso e mais descanso

O sono inadequado pode afetar o coração, o cérebro, desacelerar o metabolismo, causar depressão e ansiedade e enfraquecer o sistema imunológico e a saúde intestinal.

A quantidade de sono necessária para a saúde intestinal e o sistema imunológico depende muito da sua idade. Conforme envelhece, o seu corpo e cérebro requerem menos sono para se recuperar e se desenvolver.

Também os alimentos que ingerimos ao jantar e antes de deitar têm influência na nossa qualidade do sono. Escolha alimentos ricos em triptofano – Peru, frango e marisco; magnésio – bananas, abacates e vegetais de folhas verde e melatonina – o seu corpo produz melatonina naturalmente, mas você também pode obtê-la através da carne de porco, salmão e cerejas.

Quando ficar doente, não lute contra o seu corpo. Para eliminar um vírus do nosso sistema, precisamos dormir muito para dar suporte ao nosso sistema imunológico, e capacidade ao corpo de recuperar da inflamação causada pelo vírus. A energia produzida pelo corpo centra-se em debelar o vírus.

Agora, já tem as ferramentas para fortalecer a saúde intestinal e o sistema imunológico.

Como pode ver, existem imensas ações que pode fazer para prevenir e tratar uma gripe ou uma constipação. Se estiver preparado com alguns desses remédios naturais, em casa, talvez não precise recorrer à farmácia, ou estar a fungar o dia todo.

Outros produtos que podem ajudá-lo:

Outros temas que podem ser do seu interesse:

Cuide de si.
Você merece.